Campus Laranjeiras do Sul inicia experimento com novas cultivares de morangueiro originárias da Itália

A iniciativa tem parceria da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Diretoria de Comunicação
Publicado em: 19 de abril de 2017 00h04min / Atualizado em: 19 de abril de 2017 00h04min

A UFFS – Campus Laranjeiras do Sul, em parceria com a Universidade do Estado de Santa Catarina  (UDESC), iniciou, na primeira semana de abril, experimentos orgânicos com novas cultivares de morangueiro desenvolvidas na Itália. As mudas foram cedidas pela UDESC para a UFFS a fim de verificar a adaptabilidade das espécies em sistema orgânico de produção, nas condições climáticas de Laranjeiras do Sul-PR.
A UDESC – Campus Lages é representante oficial no Brasil do “Conselho de Pesquisa e Experimentação em Agricultura – Unidade de Pesquisa de Fruticultura (CRA-FRF)” e foi responsável por selecionar instituições brasileiras para realizarem os experimentos.
Na UDESC o projeto é coordenado pelos docentes Leo Rufato, Aike Kretzschmar e pelo doutorando Antonio Fagherazzi. Na UFFS a atividade será coordenada pela professora Cláudia Simone Madruga Lima, do Curso de Agronomia, auxiliada pelos estudantes.
Conforme explica Cláudia Lima, “as plantas são de origem de um programa de melhoramento genético desenvolvido na Itália. O cultivo na UFFS será em sistema orgânico”. A professora destaca que, na sexta-feira (7), aproximadamente 350 mudas de sete cultivares foram plantadas na área experimental do Campus Laranjeiras do Sul.
CREA e  CRA-FRF
O “Consiglio per la ricerca in agricoltura e l'analisi dell'economia agraria – CREA” (Conselho para a pesquisa na agricultura e na análise da economia agrária – CREA) é o principal órgão de pesquisa italiano dedicado à agricultura. Tem experiência científica em agricultura, pesca, silvicultura, entre outras atividades.
Vinculado ao CREA, o Conselho de Pesquisa e Experimentação em Agricultura (CRA) é um organismo de investigação e experimentação. O CRA-FRF (Unidade de Pesquisa de Fruticultura) cuida das principais espécies frutíferas, com pesquisa predominante nas áreas de melhoramento genético.
 
Colaboradores
Colaboram com a realização do experimento os acadêmicos do Curso de Agronomia Cíntia Hilatuchuk, Cláudia Nenning, Elizandra Franco, Felipe Campos, Fernando Trevisan, Hullian Rabel, Jean Cota, Pricila Moritz, Thaís Primak, Tiago José Reis Stawniczyi e Wellington Alves.