Participantes do Programa Residência Pedagógica promovem encontro no Campus Chapecó
Estudantes fizeram uma avaliação da participação no Programa até agora

Publicado em: 05 de dezembro de 2018 17h12min / Atualizado em: 05 de dezembro de 2018 17h12min

Estudantes de cinco campi da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) que fazem parte do Programa Residência Pedagógica (PRP) participaram, nos dias 3 e 4 de dezembro, de encontro no Campus Chapecó. As atividades foram conduzidas pelo professor Willian Simões, coordenador institucional do Programa.



Entre os assuntos tratados durante os dois dias, uma avaliação dos trabalhos realizados nestes meses iniciais do Programa e orientações para as próximas etapas. Para Rachel Zanandrea, estudante do Curso de Licenciatura em Matemática no Campus Chapecó, “estar participando no PRP é uma excelente oportunidade, pois ao mesmo tempo fortalece o nosso trabalho e promove uma qualificação, principalmente para quem está em início de estágio. Para mim está sendo muito bom, pois estou observando as relações que se estabelecem, principalmente aluno com aluno, aluno com professor e também professor com aluno, em suas relações na sala de aula. Considero as práticas desenvolvidas durante as aulas uma excelente qualificação”.

A estudante de Ciências Biológicas no Campus Cerro Largo, Gênifer Schreiner, também fez suas considerações sobre o encontro. “Por enquanto o Programa está no início, estamos nos adaptando às novas ideias. Mas ele tem uma proposta muito boa, a gente consegue se inserir bastante no ambiente da escola e, assim, conseguimos ter uma vivência bem mais forte que as propostas prometidas pelos estágios tradicionais. Conseguimos conhecer vários modelos de ensino e tipos de alunos e o papel do professor na vida destas crianças”. Também do Campus Cerro Largo, a estudante de Letras Núcleo Espanhol, Eduarda Laís Vorpagel, diz que “está sendo uma experiência muito boa porque é uma possibilidade de melhorar nosso estágio e ter uma visão mais global da escola e não somente da sala de aula”.

SOBRE O PROGRAMA

O Programa de Residência Pedagógica (PRP) iniciou sua execução em 2018, fomentado pelo Edital Nº 6/2018/CAPES. Pretende induzir o aperfeiçoamento do estágio, componente obrigatório nos currículos das licenciaturas. Participam alunos que estejam na segunda metade do curso. Os integrantes recebem bolsas para realizar projetos em escolas públicas. Diferentemente do PIBID, na Residência Pedagógica os futuros professores exercem a regência de classe.
O Projeto Institucional da UFFS tem como objetivo geral “Fortalecer e qualificar o trabalho de Estágio Curricular Supervisionado, por meio de estudos pertinentes ao exercício da docência, da imersão coletivamente planejada e sistemática do aluno de licenciatura visando a vivência e a experimentação de situações concretas do cotidiano escolar e da sala de aula, por sua vez, do estreitamento permanente da relação entre os Cursos de Licenciatura da UFFS e a Educação Básica”.

Na UFFS, o PRP se organiza em 7 subprojetos, divididos em 14 núcleos, que realizam as atividades nas escolas conveniadas com os campi da Instituição. A composição dos núcleos envolve um professor-orientador da UFFS, três preceptores (professores da Educação Básica) e 30 discentes, alguns deles sendo voluntários. O número de residentes bolsistas é variável dentro dos núcleos, mas a Instituição conta com 504 envolvidos: 360 alunos residentes bolsistas e 60 voluntários; 42 preceptores da Educação Básica, 14 professores-orientadores bolsistas; 27 voluntários  e o coordenador institucional.

Os municípios beneficiados com as atividades do PRP são: Ampére-PR, Cerro Largo-RS, Chapecó-SC, Charrua-RS, Erechim-RS, Guarani das Missões-RS, Guatambu-SC, Laranjeiras do Sul-PR, Mangueirinha-PR, Nova Laranjeiras-PR, Quedas do Iguaçu-PR, Realeza-PR, Rio Bonito do Iguaçu-PR, Roque Gonzales-RS, Salvador das Missões-RS e Santa Izabel do Oeste-PR.