Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) - DIVERSIDADE


O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência PIBID-DIVERSIDADE da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Laranjeiras do Sul-PR está atrelado ao curso de licenciatura Interdisciplinar em Educação do Campo – Ciências da Natureza e Matemática. Regido pela Portaria Nº 096, de 18 de julho de 2013, este subprojeto atende 60 acadêmicos bolsistas, 2 coordenadores de área, 8 supervisores e 1 coordenador institucional.

O subprojeto está sendo desenvolvido em três municípios: Laranjeiras do Sul, Nova Laranjeiras e Rio Bonito do Iguaçu. Esses municípios compõem o território Cantuquiriguaçu, mesorregião centro-sul do Paraná, conhecido também como território da cidadania pelo baixo nível do IDEB e IDH. A especificidade e o diferencial deste projeto estão no conjunto das escolas estaduais participantes: Escolas do Campo, Escola em assentamentos da reforma agrária e Escola Indígena. As ações desenvolvidas neste subprojeto constituem-se como atividades de parceria entre docentes e discentes da Universidade e docentes, discentes e gestores da Escola Básica.

A proposta PIBID-Diversidade viabiliza um esforço adicional para os alunos bolsistas, que tem a oportunidade de vivenciar à docência na educação básica durante a sua graduação. Nesse tempo, os acadêmicos terão a possibilidade de conhecer, vivenciar e experienciar a concretude do espaço escolar. As situações ali desenvolvidas pelos bolsistas serão objeto de análise e discussão com vistas ao seu próprio amadurecimento, bem como a melhoria da qualidade do ensino e da prática pedagógica das escolas públicas. Em seu pouco tempo de execução nas escolas, é perceptível o aprimoramento da formação dos acadêmicos como bolsistas do PIBID Diversidade. Percebe-se nos momentos de socialização entre o grupo uma sensibilização e um compromisso com a escola pública, o que foi possível com inserção destes acadêmicos nas escolas participantes enquanto bolsistas do PIBID. Outrossim, as escolas participantes manifestam-se valorizadas com a presença dos acadêmicos na sua rotina escolar e sentem-se responsáveis pela formação destes futuros professores.