UFFS adere ao movimento ElesporElas criado pela ONU Mulheres


Assessoria de Comunicação do Campus Cerro Largo
Publicado em: 19 de abril de 2017 09h20min / Atualizado em: 19 de abril de 2017 09h49min

Foto: Arquivo Edegar Pretto - Presidente da Assembleia Legislativa do RS 

Desde o início do mês de abril, a UFFS aderiu oficialmente ao Comitê do Movimento ElesporElas (HeforShe), criado pela ONU Mulheres. A representante da Instituição no movimento é a professora do Campus Cerro Largo Sandra Vidal Nogueira, que esteve no dia 06 na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul para assinar o termo de certificação. No estado houve também adesão de outras universidades, governos municipais, empresas, clubes de futebol e associações.

O Movimento ElesporElas tem por objetivo garantir que homens apoiem a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres por meio de adoção de medidas específicas que contribuam para a mudança social. Segundo a ONU Mulheres, o movimento pretende engajar homens e meninos para novas relações sem comportamentos machistas e acelerar os progressos para alcançar igualdade de gênero.

Para a professora Sandra, ao integrar este movimento, “a UFFS contribui sobremaneira para que, tanto seus/suas estudantes, quanto seus/suas servidores/as, possam se engajar nos debates e nas ações internacionais sobre a conscientização da importância do empoderamento das mulheres e a igualdade de gênero. Participar de uma rede formada por governos, empresas, universidades e outras instituições representa, portanto, um esforço global para envolver homens e meninos na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir seu potencial”.

Segundo a Assembleia Legislativa, o Rio Grande do Sul é o primeiro estado brasileiro a contar com uma representação do Comitê Nacional Impulsor Brasil ElesPorElas (HeForShe).

A professora informa que a primeira reunião para tratar das ações e de um cronograma específico será realizada na Assembleia Legislativa, no próximo dia 08 de maio.